Microsoft quer reiventar-se

 
Acabou o tempo em que a Microsoft reinava absoluta no mercado de softwares e tecnologia. A competição cresceu e a empresa percebeu que é necessário se reinventar. “As empresas de tecnologia avançam ou morrem”, declarou Steve Ballmer, principal executivo da Microsoft.

Com a recente chegada do Windows 7 e uma série de computadores finos, a Microsoft  pretende acabar com os anúncios da Apple, que zombam de seus PCs. Outra aposta é o Windows Azure  que pretende atrair empresas com serviços on-line e será lançado ainda neste mês.

Hoje, os equipamentos mais desejáveis são aqueles que permitem que as pessoas em movimento se livres do computador de mesa e se comuniquem através da chamada “nuvem”.

De acordo com Ray Ozzie, arquiteto de softwares da Microsoft, “A Microsoft é a única companhia preparada e posicionada para fundir a computação pelo desktop e pela “nuvem”.”
Mas, há quem duvide dos investimentos da empresa. Críticos da Microsoft afirmam que ela subestimou as mudanças no mercado e continua fixada em suas franquias antiquadas, baseadas em desktops.

“Eles estão presos em suas próprias psicoses de que o mundo tem que girar ao redor do Windows no PC”, diz Marc Benioff, CEO da Salesforce.com.

Apesar dos reveses, a Microsoft continua gerando lucros que causam inveja à industria tecnológica. Em julho, terminou o ano com uma queda de 3% nas receitas, com US$ 58,4 bilhões, ainda gerando um lucro de US$ 14,6 bilhões.

Informações The New York Times – Ashlee Vance  Fonte: adNEWS

1 comentários:

Alvo VXG2 disse...

Opa! eu sou adepto da M$, mas concordo que hoje em dia a competição ta forte!
Ainda que agora temos a Google no páreo!
Ótima postagem como sempre Robson!

11 de novembro de 2009 12:34

Postar um comentário

Seguidores